Guia de boas práticas no atendimento

PASSO 1: Escutar Uma mulher chega á sua farmácia e pede a pílula do dia seguinte.she asks you for the MAP (1280x853)
PASSO 2 : Tranquilizar

HRA-Paharmacie-Situations-497 (1280x853)

PASSO 3 : Estimular a ação imediata Deve tomar a pílula do dia seguinte o mais rápido possível1, 2, pois é mais eficaz quando se toma o mais rápido possível após a relação sexual não protegida4.HRA-Paharmacie-Situations-443 (1280x853)
PASSO 4: Recomendar sobre relação sexual após a toma da pílula do dia seguinte
  • É provável o retorno rápido à fertilidade após a toma de uma pílula do dia seguinte.
  • Deve ser utilizado um método de contraceção de barreira até ao seu próximo período – mesmo quando esteja a utilizar um método de contraceção oral (CO)1,2.
  • A pílula do dia seguinte serve apenas para uso ocasional: não deve ser utilizada para substituir um método contracetivo de uso regular1,2. A pílula do dia seguinte não é eficaz em 100% e a sua eficácia é menor que a de um método contracetivo de uso regular1,2. É aconselhável contactar o seu médico para que lhe sejam apresentadas as diferentes opções contracetivas de uso regular.
  • Deve continuar ou iniciar uma contraceção regular para impedir a gravidez no futuro1,2.
  • As pílulas do dia seguinte não protegem de infeções sexualmente transmissíveis (IST)2,5.
  • Somente os preservativos protegem de infeções sexualmente transmissíveis (IST).
PASSO 5 : Recomendar sobre o que fazer se a mulher vomitar
  • Se ocorrerem vómitos dentro das 3 horas seguintes à toma da pílula do dia seguinte, deve tomar outro comprimido o mais rápido possível1,2.
PASSO 6 : Recomendar sobre o próximo período menstrual
  • Depois da toma da pílula do dia seguinte, a menstruação pode por vezes ocorrer alguns dias mais cedo ou mais tarde que a data esperada1,2.
  • Se o seu período atrasar em mais de 7 dias ou se suspeita de uma gravidez por qualquer outro motivo (sintomas de gravidez, hemorragia anormal na data prevista do período menstrual) ou, em caso de dúvida, deve fazer um teste de gravidez ou consultar o seu médico para ter a certeza de que não está grávida1,2.HRA-Paharmacie-Situations-368 - Copie (800x533)

O papel do profissional de farmácia quando recomenda ellaOne®

Falar sobre a pílula do dia seguinte pode ser doloroso para as mulheres
e também desconfortável para o profissional de farmácia.

Pode ajudar:

  • Agir de uma forma natural, com base nos factos.
  • Oferecer a sua experiência da maneira mais simples possível.
  • Oferecer um local mais reservado para falar, caso seja possível.
  • Utilizar a linguagem da mulher, p. ex., pílula do dia seguinte, pilula da manhã seguinte.
  • Ter uma aproximação calorosa e positiva.

Pode utilizar o guia de boas práticas como um auxiliar para a sua conversação.

A satisfação e conforto da mulher podem ser muito elevadas ao falar sobre
a Contraceção de Emergência com o Farmacêutico6.

 

Referências

1. Resumo das características do medicamento ellaOne®.
2. Levonorgestrel. Resumo das características do produto.

3. Organização Mundial da Saúde. (Em parceria com o Consórcio Internacional para a Contraceção de Emergência, Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia, Federação Internacional do Planemento Familiar, Departamento de Saúde Reprodutiva e de Investigação). Folha de factos sobre segurança de levonorgestrel sobreposição como pílulas contracetivas de emergência. Disponível em http://whqlibdoc.who.int/hq/2010/WHO_hrp_10.06_eng.pdf. Acedido em Outubro 2013.

4. Glasier AF, et al. The Lancet 2010; 375:555-62. Updated October 24, 2014

5. NHS choices – Emergency contraception. Disponível em http://www.nhs.uk/Conditions/contraception-guide/Pages/emergency-contraception. aspx. que claramente especifica este facto. Consultada em janeiro de 2014.

6. Taylor B. Journal of Family Planning and Reproductive Health Care 2003; 29(2):7.